Aṅguttara Nikāya 10.48

Dasa Dhamma Sutta

Dez Coisas

“Bhikkhus, há essas dez coisas em relação às quais alguém que seguiu a vida santa deve refletir com freqüência. Quais dez?

“‘Eu entrei numa condição desprovida de castas’: alguém que seguiu a vida santa deve refletir isso com freqüência.

“‘A minha vida depende da generosidade dos outros’: alguém que seguiu a vida santa deve refletir isso com freqüência.

“‘Meu comportamento deve ser diferente [dos leigos]’: alguém que seguiu a vida santa deve refletir isso com freqüência.

“‘Posso encontrar algum defeito na minha virtude?’: alguém que seguiu a vida santa deve refletir isso com freqüência.

“‘Os meus sábios companheiros na vida santa, ao me examinarem, podem encontrar algum defeito na minha virtude?’: alguém que seguiu a vida santa deve refletir isso com freqüência.

“‘Eu me tornarei diferente, separado de tudo o que é para mim querido e amado’: alguém que seguiu a vida santa deve refletir isso com freqüência.

“‘Eu sou o dono das minhas ações (kamma), herdeiro das minhas ações, nascido das minhas ações, relacionado através das minhas ações e tenho as minhas ações como árbitro. O que quer que eu faça, para o bem ou para o mal, disso me tornarei o herdeiro: alguém que seguiu a vida santa deve refletir isso com freqüência.

“‘No que estou me tornando na medida em que os dias e as noites voam?’: alguém que seguiu a vida santa deve refletir isso com freqüência.

“‘Eu me deleito com cabanas vazias?’: alguém que seguiu a vida santa deve refletir isso com freqüência.

“‘Eu alcancei alguma realização supra-humana, uma distinção no conhecimento e visão digna dos nobres, de modo que se for questionado pelos meus companheiros na vida santa no momento da minha morte eu não me sentirei envergonhado?’: alguém que seguiu a vida santa deve refletir isso com freqüência.

“Essas são as dez coisas em relação às quais alguém que seguiu a vida santa deve refletir com freqüência.”