Aṅguttara Nikāya 4.11

Cara Sutta

Caminhando

“Se enquanto estiver caminhando, estiver em pé, estiver sentado, estiver deitado acordado, surgir num bhikkhu um pensamento de sensualidade, um pensamento de má vontade, um pensamento de crueldade, e ele o tolera, não o abandona, não o dispersa, não o elimina e abole, esse bhikkhu—que desse modo, de tempos em tempos, está carente de ardência e da vergonha de cometer transgressões —é chamado indolente e destituído de energia.

“Se enquanto estiver caminhando, estiver em pé, estiver sentado, estiver deitado acordado, surgir num bhikkhu um pensamento de sensualidade, um pensamento de má vontade, um pensamento de crueldade, e ele não o tolera, mas o abandona, o dispersa, o elimina e abole, esse bhikkhu—que desse modo, de tempos em tempos, demonstra ardência e vergonha de cometer transgressões—é chamado energético e determinado.

Quer seja caminhando ou em pé, quer seja sentado ou deitado,
aquele que nutre pensamentos prejudiciais
relacionados com a vida no mundo
está caminhando por um caminho perigoso,
seduzido por coisas que enganam.
Esse bhikkhu será incapaz de realizar
a iluminação, o objetivo supremo.
Quer seja caminhando ou em pé, quer seja sentado ou deitado,
aquele que subjuga esses pensamentos
encontra o prazer no silenciar da mente.
Esse bhikkhu será bem capaz de realizar
a iluminação, o objetivo supremo.