Aṅguttara Nikāya 4.169

Sasankhara Sutta

Através do Esforço

“Bhikkhus, há esses quatro tipos de pessoa que podem ser encontradas no mundo. Quais quatro? Aquela que realiza nibbana através do esforço nesta mesma vida. (2) Aquela que realiza nibbana através do esforço na dissolução do corpo. (3) Aquela que realiza nibbana sem esforço nesta mesma vida. (4) Aquela que realiza nibbana sem esforço na dissolução do corpo.

(1) “Como, bhikkhus, uma pessoa realiza nibbana através do esforço nesta mesma vida? Aqui, um bhikkhu permanece contemplando as coisas repulsivas no corpo, percebendo as coisas repulsivas na comida, percebendo o não-deleite com tudo no mundo, contemplando a impermanência em todos os fenômenos condicionados; e ele tem a percepção da morte bem estabelecida internamente. Ele permanece na dependência destes cinco poderes de um treinando: o poder da fé, o poder da vergonha de cometer transgressões, o poder do temor de cometer transgressões, o poder da energia, o poder da sabedoria. Estas cinco faculdades nele surgem com proeminência: as faculdades da fé, energia, atenção plena, concentração, e sabedoria. Porque essas faculdades são proeminentes, ele realiza nibbana através do esforço nesta mesma vida. Assim é como a pessoa realiza nibbana através do esforço nesta mesma vida.

(2) “Como, bhikkhus, uma pessoa realiza nibbana através do esforço na dissolução do corpo? Aqui, um bhikkhu permanece contemplando as coisas repulsivas no corpo … e ele tem a percepção da morte bem estabelecida internamente. Ele permanece na dependência destes cinco poderes de um treinando: o poder da fé, o poder da vergonha de cometer transgressões, o poder do temor de cometer transgressões, o poder da energia, o poder da sabedoria. Estas cinco faculdades nele surgem com debilidade: as faculdades da fé, energia, atenção plena, concentração, e sabedoria. Porque essas faculdades são débeis, ele realiza nibbana através do esforço na dissolução do corpo. Assim é como a pessoa realiza nibbana através do esforço na dissolução do corpo.

(3) “Como, bhikkhus, uma pessoa realiza nibbana sem esforço nesta mesma vida? Aqui, afastado dos prazeres sensuais, afastado das qualidades não hábeis, um bhikkhu entra e permanece no primeiro jhana, que é caracterizado pelo pensamento aplicado e sustentado, com o êxtase e felicidade nascidos do afastamento … entra e permanece no segundo jhana … entra e permanece no terceiro jhana … entra e permanece no quarto jhana, que possui nem felicidade nem sofrimento, com a atenção plena e a equanimidade purificadas. Ele permanece na dependência destes cinco poderes de um treinando: o poder da fé, o poder da vergonha de cometer transgressões, o poder do temor de cometer transgressões, o poder da energia, o poder da sabedoria. Estas cinco faculdades nele surgem com proeminência: as faculdades da fé, energia, atenção plena, concentração, e sabedoria. Porque essas faculdades são proeminentes, ele realiza nibbana sem esforço nesta mesma vida. Assim é como a pessoa realiza nibbana sem esforço nesta mesma vida.

(4) “Como, bhikkhus, uma pessoa realiza nibbana sem esforço na dissolução do corpo? Aqui, afastado dos prazeres sensuais, afastado das qualidades não hábeis, um bhikkhu entra e permanece no primeiro jhana, que é caracterizado pelo pensamento aplicado e sustentado, com o êxtase e felicidade nascidos do afastamento … entra e permanece no segundo jhana … entra e permanece no terceiro jhana … entra e permanece no quarto jhana, que possui nem felicidade nem sofrimento, com a atenção plena e a equanimidade purificadas. Ele permanece na dependência destes cinco poderes de um treinando: o poder da fé, o poder da vergonha de cometer transgressões, o poder do temor de cometer transgressões, o poder da energia, o poder da sabedoria. Estas cinco faculdades nele surgem com debilidade: as faculdades da fé, energia, atenção plena, concentração, e sabedoria. Porque essas faculdades são débeis, ele realiza nibbana sem esforço na dissolução do corpo. Assim é como a pessoa realiza nibbana sem esforço na dissolução do corpo.

“Esses, bhikkhus são os quatro tipos de pessoa que podem ser encontradas no mundo.”