Aṅguttara Nikāya 4.5

Anusota Sutta

Com a Torrente

“Esses quatro tipos de pessoas são encontrados no mundo. Quais quatro? A pessoa que vai com a torrente, a pessoa que vai contra a torrente, a pessoa que permanece firme no mesmo lugar e aquela que cruzou até a outra margem, que atravessou, que pisa sobre terra firme: um brâmane.

“E quem é a pessoa que vai com a torrente? É o caso em que a pessoa se entrega aos prazeres sensuais e comete atos ruins e prejudicais. Essa é chamada a pessoa que vai com a torrente.

“E quem é a pessoa que vai contra a torrente? É o caso em que a pessoa não se entrega aos prazeres sensuais e não comete atos ruins e prejudicais. Mesmo que ela sinta dor, mesmo que ela sinta tristeza, mesmo que ela esteja chorando com a face coberta de lágrimas, ela vive a vida santa que é perfeita e pura. Essa é chamada a pessoa que vai contra a torrente.

“E quem é a pessoa que permanece frirme no mesmo lugar? É o caso em que a pessoa, com a destruição dos primeiros cinco grilhões, irá renascer espontaneamente [nas Moradas Puras] e lá irá realizar o parinibbana sem nunca mais retornar daquele mundo. Essa é chamada a pessoa que permanece firme no mesmo lugar

“E quem é a pessoa que cruzou até a outra margem, que atravessou, que pisa sobre terra firme: um brâmane? É o caso em que a pessoa, com a eliminação das impurezas mentais (asava), permanece em um estado livre de impurezas com a libertação da mente e a libertação através da sabedoria, tendo conhecido e manifestado isso para si mesma no aqui e agora. Essa é chamada a pessoa que cruzou até a outra margem, que atravessou, que pisa sobre terra firme: um brâmane.

“Essas são os quatro tipos de pessoas que são encontrados no mundo.”

Pessoas irrefreáveis
nos prazeres sensuais,
não desprovidas
de paixão,
cedendo ao desejo
dos prazeres sensuais:
elas retornam ao nascimento e envelhecimento,
novamente e novamente --
tomadas pelo desejos,
indo com a torrente.
Dessa forma o iluminado,
com a atenção plena aqui estabelecida,
não cedendo ao desejo
dos prazeres sensuais e daquilo que é ruim e prejudicial,
ainda que sinta dor,
abandona os prazeres sensuais.
Eles o chamam
aquele que vai contra
a torrente.
Quem,
tendo abandonado
os cinco grilhões,
é perfeito na prática,
não destinado a decair,
habilidoso na atenção,
com os sentidos contidos:
ele é chamado
aquele que resiste e permanece no mesmo lugar
Naquele que, tendo compreendido,
as qualidades superiores e inferiores
foram destruídas,
tiveram o seu fim,
não existem:
Ele é chamado
um mestre no conhecimento,
aquele que realizou a vida santa,
chegou ao fim do mundo, foi além.