Aṅguttara Nikāya 6.12

Saraniya (dutiya) Sutta

Cordialidade

“Bhikkhus, há esses seis princípios de cordialidade que criam amor e respeito e conduzem à coesão, à não-disputa, à concórdia, e à união. Quais seis?

(1) “Aqui, um bhikkhu pratica, tanto em público como em particular, ações com amor bondade com o corpo para com os seus companheiros na vida santa. Esse é um princípio de cordialidade que cria amor e respeito e conduz à coesão, à não-disputa, à concórdia, e à união.

(2) “Outra vez, um bhikkhu pratica, tanto em público como em particular, ações com amor bondade com a linguagem para com os seus companheiros na vida santa. Esse é um princípio de cordialidade que cria amor e respeito e conduz à coesão, à não-disputa, à concórdia, e à união.

(3) “Outra vez, um bhikkhu pratica, tanto em público como em particular, ações com amor bondade com a mente para com os seus companheiros na vida santa. Esse é um princípio de cordialidade que cria amor e respeito e conduz à coesão, à não-disputa, à concórdia, e à união.

(4) “Outra vez, um bhikkhu comparte as coisas com os seus companheiros virtuosos na vida santa; sem fazer qualquer reserva, ele comparte com eles tudo que seja ganho que esteja de acordo com o Dhamma, e que tenha sido obtido de uma maneira de acordo com o Dhamma, incluindo até mesmo o conteúdo da sua tigela de alimentos. Esse é um princípio de cordialidade que cria amor e respeito e conduz à coesão, à não-disputa, à concórdia, e à união.

(5) “Outra vez, um bhikkhu permanece, tanto em público como em particular, possuindo, juntamente com os seus companheiros da vida santa, aquelas virtudes que são intactas, não-laceradas, imaculadas, não-matizadas, libertadoras, elogiadas pelos sábios e que conduzem à concentração. Esse é um princípio de cordialidade que cria amor e respeito e conduz à coesão, à não-disputa, à concórdia, e à união.

(6) “Outra vez, um bhikkhu permanece, tanto em público como em particular, possuindo, juntamente com os seus companheiros da vida santa, aquele entendimento que é nobre, que emancipa, e que conduz aquele que pratica em conformidade com esse entendimento, à completa destruição do sofrimento. Esse é um princípio de cordialidade que cria amor e respeito e conduz à coesão, à não-disputa, à concórdia, e à união.

“Esses, bhikkhus, são os seis princípios de cordialidade que criam amor e respeito e conduzem à coesão, à não-disputa, concórdia e união.”