Aṅguttara Nikāya 8.73

Maranassati (pathama) Sutta

Atenção Plena na Morte

Ouvi que certa vez o Abençoado estava em Nadika na Casa de Tijolos. Lá ele se dirigiu aos bhikkhus: “Bhikkhus!”

“Venerável senhor!” os bhikkhus responderam. O Abençoado disse o seguinte:

“Bhikkhus, atenção plena na morte, quando desenvolvida e cultivada, traz grandes frutos e grandes benefícios. Ela mergulha no Imortal, possui o Imortal como seu objetivo final. Bhikkhus, vocês desenvolvem a atenção plena na morte?”

(1) Quando isso foi dito, um certo bhikkhu se dirigiu ao Abençoado, “Eu desenvolvo a atenção plena na morte.”

“E como você desenvolve a atenção plena na morte?”

“Eu penso, ‘Que eu possa viver por um dia e uma noite, que eu possa seguir as instruções do Abençoado. Eu teria realizado muito.’ Assim é como desenvolvo a atenção plena na morte.”

(2) Então um outro bhikkhu se dirigiu ao Abençoado, “Eu, também desenvolvo a atenção plena na morte.”

“E como você desenvolve a atenção plena na morte?”

“Eu penso, ‘Que eu possa viver por um dia, que eu possa seguir as instruções do Abençoado. Eu teria realizado muito.’ Assim é como desenvolvo a atenção plena na morte.

(3) Então um outro bhikkhu se dirigiu ao Abençoado, “Eu, também desenvolvo a atenção plena na morte.”

“E como você desenvolve a atenção plena na morte?”

“Eu penso, ‘Que eu possa viver por meio dia, que eu possa seguir as instruções do Abençoado. Eu teria realizado muito.’ Assim é como desenvolvo a atenção plena na morte.

(4) Então um outro bhikkhu se dirigiu ao Abençoado, “Eu, também desenvolvo a atenção plena na morte.”… “Eu penso, ‘Que eu possa viver o tempo que tarda para comer uma refeição, que eu possa seguir as instruções do Abençoado. Eu teria realizado muito.’…”

(5) Então um outro bhikkhu se dirigiu ao Abençoado, “Eu, também desenvolvo a atenção plena na morte.”… “Eu penso, ‘Que eu possa viver o tempo que tarda para comer metade de uma refeição, que eu possa seguir as instruções do Abençoado. Eu teria realizado muito.’…”

(6) Então um outro bhikkhu se dirigiu ao Abençoado, “Eu, também desenvolvo a atenção plena na morte.”… “Eu penso, ‘Que eu possa viver o tempo que tarda para engolir, depois de mastigar, quatro bocados de comida, que eu possa seguir as instruções do Abençoado. Eu teria realizado muito.’…”

(7) Então um outro bhikkhu se dirigiu ao Abençoado, “Eu, também desenvolvo a atenção plena na morte.”… “Eu penso, ‘Que eu possa viver o tempo que tarda para engolir, depois de mastigar, um bocado de comida, que eu possa seguir as instruções do Abençoado. Eu teria realizado muito.’…”

(8) Então um outro bhikkhu se dirigiu ao Abençoado, “Eu, também desenvolvo a atenção plena na morte.”… “Eu penso, ‘Que eu possa viver o tempo que tarda para expirar depois de haver inspirado ou de inspirar depois de haver expirado, que eu possa seguir as instruções do Abençoado. Eu teria realizado muito.’…”

Quando isso foi dito, o Abençoado se dirigiu aos bhikkhus: “Bhikkhus, o bhikkhu que desenvolve a atenção plena na morte assim: que eu possa viver por um dia e uma noite … por um dia … por meio dia … o tempo que tarda para comer uma refeição … o tempo que tarda para comer meia refeição … o tempo que tarda para engolir, depois de mastigar, quatro bocados de comida, que eu possa seguir as instruções do Abençoado. Eu teria realizado muito’—eles são chamados bhikkhus que permanecem negligentes. Eles desenvolvem a atenção plena na morte com lentidão, com o propósito de dar um fim às impurezas.

“Mas o bhikkhu que desenvolve a atenção plena na morte assim: ‘que eu possa, viver o tempo que tarda para engolir, depois de mastigar, um bocado de comida … viver o tempo que tarda para expirar depois de haver inspirado ou de inspirar depois de haver expirado, que eu possa seguir as instruções do Abençoado. Eu teria realizado muito’—eles são chamados bhikkhus que permanecem diligentes. Eles desenvolvem a atenção plena na morte de modo penetrante, com o propósito de dar um fim às impurezas.”

“Portanto, assim vocês devem treinar: ‘Nós permaneceremos diligentes. Nós iremos desenvolver a atenção plena na morte de modo penetrante, com o propósito de dar um fim às impurezas.’ Assim é como vocês deveriam treinar.”