Aṅguttara Nikāya 9.36

Jhana Sutta

Jhana

“Eu lhes digo, o fim das impurezas da mente depende do primeiro jhana … do segundo jhana … do terceiro jhana … do quarto jhana … da esfera do espaço infinito … da esfera da consciência infinita … da esfera do nada. Eu lhes digo, o fim das impurezas mentais depende da esfera da nem percepção, nem não percepção.

“‘Eu lhes digo, o fim das impurezas mentais depende do primeiro jhana.’ Assim foi dito. Em referência a que foi dito isto? É o caso em que um bhikkhu afastado dos prazeres sensuais, afastado das qualidades não hábeis, entra e permanece no primeiro jhana, que é caracterizado pelo pensamento aplicado e sustentado, com o êxtase e felicidade nascidos do afastamento. Ele observa qualquer fenômeno que ocorra conectado com o corpo, sensações, percepções, formações e consciência, como impermanente, sofrimento, uma enfermidade, um câncer, uma flecha, doloroso, uma aflição, estranho, uma dissolução, um vazio. Ele afasta a sua mente desse fenômeno, e tendo feito isso, dirige a sua mente para as características do imortal: ‘Isto é a paz, isto é o sublime, isto é, o silenciar de todas as formações, o abandono de todas as aquisições, a destruição do desejo; desapego; cessação; nibbana.’

“Suponha que um arqueiro ou aprendiz de arqueiro fosse praticar em um boneco de palha ou monte de barro, de forma que após algum tempo ele fosse capaz de atirar a longas distâncias, atirar com precisão uma série rápida, e de penetrar uma grande massa. Da mesma forma, é o caso em que um bhikkhu … entra e permanece no primeiro jhana … êxtase e prazer nascidos do afastamento. Ele observa qualquer fenômeno que ocorra conectado com o corpo, sensações, percepções, formações e consciência, como impermanente, sofrimento, uma enfermidade, um câncer, uma flecha, doloroso, uma aflição, estranho, uma dissolução, um vazio. Ele afasta a sua mente desse fenômeno, e tendo feito isso, dirige a sua mente para as características do imortal: ‘Isto é a paz, isto é o sublime, isto é, o silenciar de todas as formações, o abandono de todas as aquisições, a destruição do desejo; desapego; cessação; nibbana.’

“Permanecendo exatamente ali, ele alcança o fim das impurezas mentais. Ou, se não, então—devido a esse desejo pelo Dhamma, esse deleite com o Dhamma e com a destruição dos cinco primeiros grilhões—ele irá renascer espontaneamente [nas Moradas Puras] e lá irá realizar o parinibbana sem nunca mais retornar desse mundo.

“‘Eu lhes digo, o fim das impurezas mentais depende do primeiro jhana.’ Assim foi dito, e em referência a isso é que foi dito.

[Da mesma forma com os demais níveis de jhana até a esfera do nada.]

“Dessa forma, até o ponto em que vão as realizações da percepção, até esse ponto chega o conhecimento. Quanto a essas duas esferas—a realização da esfera de nem percepção, nem não percepção, e a realização da cessação da sensação e percepção—eu lhes digo que estas devem ser explicadas corretamente por aqueles bhikkhus que são meditadores, habilidosos em realizá-las, habilidosos em realizá-las e emergir delas, que as realizaram e emergiram delas.”