Itivuttaka 96

Kamayoga Sutta

Grilhão da Sensualidade

Isto foi dito pelo Abençoado, dito pelo Arahant, assim ouvi: “Bhikkhus, alguém atado pelo grilhão do desejo sensual e pelo grilhão do apego ao ser/existir é aquele que retorna, que retorna a este estado. Alguém livre do grilhão do desejo sensual mas ainda atado pelo grilhão do apego ao ser/existir é aquele que não retorna, que não retorna a este estado. Alguém livre do grilhão do desejo sensual e livre do grilhão do apego ao ser/existir é um arahant, cujas impurezas foram destruídas.”

Presos por ambos grilhões—
o grilhão da sensualidade e o grilhão de ser/existir—
os seres vivos continuam no samsara,
seguindo para o nascimento e morte.

Aqueles que abandonam o desejo sensual,
mas ainda não lograram a destruição das impurezas,
aprisionados pelo grilhão de ser/existir,
são declarados aqueles que não retornam.

Mas aqueles que eliminaram as dúvidas,
destruíram a presunção e a renovação do ser/existir.
Que destruíram por completo as impurezas,
embora presentes no mundo, foram mais além.