COLEÇÃO DAS REGRAS MONÁSTICAS DO BUDISMO THERAVĀDA

O Código de Disciplina Monástica dos Bhikkhus

Regras Nissaggiya

24. Mantos específicos do Vassa

História de origem

Certa ocasião, o Abençoado estava em Sāvatthī no Bosque de Jeta, no Parque de Anāthapiṇḍika. Naquela ocasião o Abençoado havia autorizado o uso de mantos específicos para o período do Vassa. Cientes daquilo bhikkhus do Grupo dos Seis passaram a buscar tecido para a feitura de tais mantos antes da época. E tendo os feito antes da época, eles os usaram. E quando o Vassa chegou aqueles mantos já se encontraram desgastados, e assim eles se banharam nus nas chuvas.

Os bhikkhus de poucos desejos… se queixaram e criticaram aqueles bhikkhus: Como puderam estes bhikkhus do Grupo dos Seis buscar tecido para a feitura de mantos de Vassa antes da época?

Após criticar os bhikkhus do Grupo dos Seis de várias maneiras, aqueles bhikkhus informaram o Abençoado o ocorrido ... “Bhikkhus, é verdade que vocês fizeram os mantos específicos para o período do Vassa antes da época? E tendo os feito antes da época vocês usaram tais mantos? E com a chegada do Vassa, por seus mantos já se encontrarem desgastados, vocês se banharam nus nas chuvas?

“É verdade, mestre.”

O Buda então os repreendeu: “… Homens tolos, como puderam vocês buscar tecido para a feitura de mantos de Vassa antes da época? Isto não fará surgir fé naqueles ainda sem fé … E então, bhikkhus, esta regra de treinamento deve ser assim recitada:

Regra final

“Um bhikkhu deve apenas buscar tecido para feitura do manto específico para o período do Vassa no último mês da estação quente. Faltando uma quinzena para a estação das chuvas, ele pode então costurar tal manto e usá-lo. Se ele busca tecido para a confecção de tal tipo de manto antes do último mês da estação quente, ou se ele o costura e o usa antes da última quinzena da estação quente, ele comete uma ofensa nissaggiya pacittiya, que implica a confissão com renúncia.”

Definições

“Um bhikkhu deve apenas buscar tecido para feitura do manto de Vassa no último mês da estação quente”: após se aproximar das pessoas que anteriormente já lhe haviam oferecido tecido para o manto do vassa, o bhikkhu deve dizer: “É época do manto de Vassa; é a ocasião para o manto de Vassa; ou as pessoas estão oferecendo tecido para confecção de manto de Vassa”: O bhikkhu não deve dizer: “Dê-me tecido para o manto de Vassa; traga-me tecido para o manto de Vassa; compre para mim tecido para o manto de Vassa; obtenha para mim, através de trocas, tecido para o manto de Vassa.”

“Faltando uma quinzena para a estação das chuvas, ele pode então costurar tal manto e usá-lo”: após ter costurado o manto, ele pode então vesti-lo na última quinzena da estação quente.

“Quando falta mais do que um mês para a estação quente”: se ele busca tecido para a confecção do manto de Vassa antes do último mês da estação quente, ele comete uma ofensa nissaggiya pacittiya, que implica a confissão com renúncia.

“Quando falta mais do que uma quinzena para o fim da estação quente”: se ele veste o manto após tê-lo confeccionado quando ainda falta mais que uma quinzena para o fim da estação quente, o manto é renunciado.


E a posse destes deverá ser renunciada e transferida para a Sangha dos bhikkhus, um grupo de bhikkhus ou um determinado bhikkhu. “E, bhikkhus, isto deverá ser renunciado desta maneira:” “… “… (É expandido como na Regra Nissaggiya 1, com as devidas substituições) … Veneráveis, este tecido para manto que eu obtive quando ainda faltava mais que um mês para o fim da estação quente e/ou este manto que eu confeccionei e vestir quando ainda faltava mais do que uma quinzena para o fim da estação quente deve ser renunciado. Eu cedo este para a Sangha.’ A Sangha deve devolver ... você deve devolver ... “Este item é renunciado, e então retornado: ‘Eu devolvo isto para este venerável.’”

Permutações

Se falta mais que um mês para o fim da estação quente, ele percebe como assim sendo e vai e busca tecido para a confecção do manto de Vassa, ele comete uma ofensa nissaggiya pacittiya, que implica a confissão com renúncia. Se falta mais que um mês para o fim da estação quente, mas ele não tem certeza e vai e busca tecido para a confecção do manto de Vassa, ele comete uma ofensa nissaggiya pacittiya, que implica a confissão com renúncia. Se falta mais que um mês para o fim da estação quente, mas ele percebe como faltando menos e vai e busca tecido para a confecção do manto de Vassa, ele comete uma ofensa nissaggiya pacittiya, que implica a confissão com renúncia.

Se falta mais que uma quinzena para o fim da estação quente, ele assim o percebe e vai e veste o manto de Vassa antes da época após confeccioná-lo, ele comete uma ofensa nissaggiya pacittiya, que implica a confissão com renúncia. Se falta mais que uma quinzena para o fim da estação quente, ele não tem certeza e vai e veste o manto de Vassa antes da época após confeccioná-lo, ele comete uma ofensa nissaggiya pacittiya, que implica a confissão com renúncia. Se falta mais que uma quinzena para o fim da estação quente, ele percebe como faltando menos e vai e veste manto de Vassa antes da época após confeccioná-lo, ele comete uma ofensa nissaggiya pacittiya, que implica a confissão com renúncia.

Se ele tem um manto de Vassa, mas ele se banha nu na chuva, ele comete uma ofensa dukkata, de transgressão. Se falta menos que um mês para o fim da estação quente, mas ele percebe como faltando mais que um mês, ele comete uma ofensa dukkata, de transgressão. Se falta menos que um mês para o fim da estação quente, mas ele não tem certeza, ele comete uma ofensa dukkata, de transgressão. Se falta menos que um mês para o fim da estação quente e ele assim o percebe, não há ofensa.

Se falta menos que uma quinzena para o fim da estação quente, mas ele percebe como faltando mais que uma quinzena, ele comete uma ofensa dukkata, de transgressão. Se falta menos que uma quinzena para o fim da estação quente, mas ele não tem certeza, ele comete uma ofensa dukkata, de transgressão. Se falta menos que uma quinzena para o fim da estação quente e ele assim o percebe, não há ofensa.

Quando não é uma ofensa

Não há ofensa quando: o bhikkhu vai e busca tecido para feitura do manto de Vassa no último mês da estação quente; faltando uma quinzena para a estação das chuvas, o bhikkhu costura tal manto e o usa; o bhikkhu vai e busca tecido para feitura do manto de Vassa faltando menos que um mês para o fim estação quente; faltando menos que uma quinzena para a estação das chuvas, o bhikkhu costura tal manto e o usa; se, após buscar tecido para feitura do manto de Vassa, o bhikkhu adia o início do seu retiro das chuvas; se, após vestir o manto de Vassa, o bhikkhu adia o início de seu retiro das chuvas; se o manto é roubado; se o manto é perdido; se há perigos ou infortúnios; o indivíduo se encontra louco; ele é o primeiro a cometer a ofensa.


A quarta regra de treinamento - a regra sobre mantos de Vassa - se encerra aqui.