COLEÇÃO DAS REGRAS MONÁSTICAS DO BUDISMO THERAVĀDA

O Código de Disciplina Monástica dos Bhikkhus

Regras Nissaggiya

30. Oferendas destinadas à Sangha

História de origem

Certa ocasião, o Abençoado estava em Sāvatthī no Bosque de Jeta, no Parque de Anāthapiṇḍika. Naquela ocasião um certa grupo de pessoas havia preparado uma refeição e mantos para oferecer à Sangha, tendo em mente oferecer os mantos após a realização da oferenda dos alimentos.

Mas bhikkhus do Grupo dos Seis foram até aquele grupo de pessoas e disseram: “Senhores, ofereçam os mantos para nós.”

“Veneráveis, nós não podemos fazer isso. Nossa oferta anual para a Sangha é de refeição e mantos.”

“A Sangha já tem muitos apoiadores e patronos. Mas nós que aqui estamos dependemos e vamos até vocês para obter suporte material. Se vocês não nos apoiarem quem nos apoiará? Sendo assim, ofereçam os mantos para nós.” Sendo assim pressionados por aqueles bhikkhus, aquele grupo de pessoas então lhes ofereceu os mantos e lhes serviu os alimentos que haviam preparado.

Os bhikkhus que sabiam que uma refeição e mantos haviam sido preparados para a Sangha, mas que não sabiam que os mantos haviam sido oferecidos aos bhikkhus do Grupo dos Seis disseram: “Vocês podem oferecer os mantos”

“Veneráveis, não há mantos para serem oferecidos. Os mantos que nós preparamos foram desviados pelos bhikkhus do Grupo dos Seis para eles.”

Os bhikkhus de poucos desejos… se queixaram e criticaram aqueles bhikkhus: “Como podem estes bhikkhus do Grupo dos Seis desviar para si requisitos que eles sabiam eram originalmente destinados à Sangha?”

Após criticar os bhikkhus do Grupo dos Seis de várias maneiras, aqueles bhikkhus informaram o Abençoado o ocorrido ... “É verdade, bhikkhus, que você assim agiram?”

“É verdade, mestre.”

O Buda então os repreendeu: “… Homens tolos, como puderam vocês desviar para si requisitos que vocês sabiam eram originalmente destinados à Sangha? Isto não fará surgir fé naqueles ainda sem fé … E então, bhikkhus, esta regra de treinamento deve ser assim recitada:

Regra final

“Se um bhikkhu desvia para si algo que ele sabe é destinado à Sangha, ele comete uma ofensa nissaggiya pacittiya, que implica a confissão com renúncia.”

Definições

“Um”: refere-se a qualquer indivíduo, de tal tipo, de tal ocupação, de tal status social, de tal nome, de tal família, de tal conduta, de tal comportamento, de tal associação, seja de muita ou pouca idade, ou não pertencendo a nenhum grupo específico. … “Bhikkhu”: … neste caso, um bhikkhu é alguém que tenha recebido a ordenação completa na Sangha de bhikkhus através de um procedimento formal, consistindo de três moções e três proclamações, que é irrefutável e completo. Isto se entende por bhikkhu.

“Ele sabe”: ele sabe por ele mesmo, ele sabe pelo que outros lhe informaram ou quem intenciona oferecer lhe informa.

“Destinado à Sangha”: a Sangha é objeto de generosidade, a Sangha é presenteada.

“Algo”: mantos, alimentos, moradia e/ou medicamentos; até mesmo pó de banho, uma escova de dente ou linha.

“Destinado”: por eles foi dito: “Nós prepararemos / Nós ofereceremos”.


Com o ato de desviar para si ele comete uma ofensa dukkata, de transgressão. Quando ele obtém o requisito em questão, a posse deste deverá ser renunciada.

E a posse deste deverá ser renunciada e transferida para a Sangha dos bhikkhus, um grupo de bhikkhus ou um determinado bhikkhu. “E, bhikkhus, isto deverá ser renunciado desta maneira:” “… “… (É expandido como na Regra Nissaggiya 1, com as devidas substituições) … “Veneráveis, estes requisitos que eu desviei para mim sabendo que eram destinados à Sangha devem ser renunciados. Eu cedo estes para a Sangha.’ A Sangha deve ... você deve devolver ... “Este itens são renunciados, e então retornados: ‘Eu devolvo isto para este venerável.’”

Permutações

Se os itens são destinados à Sangha, ele assim os percebe e os desvia para si, ele comete uma ofensa nissaggiya pacittiya, que implica a confissão com renúncia.

Se os itens são destinados à Sangha, ele não tem certeza e os desvia para si, ele comete uma ofensa dukkata, de transgressão. Se os itens são destinados à Sangha, ele não os percebe assim e os desvia para si, não há ofensa.

Se os itens são destinados para um grupo específico da Sangha e ele os desvia para um outro grupo da Sangha, ou então para uma estupa ou santuário, ele comete uma ofensa dukkata, de transgressão. Se os itens são destinados a uma estupa ou santuário específico e ele os desvia para uma outra estupa ou santuário, ou então para um certo bhikkhu, ele comete uma ofensa dukkata, de transgressão. Se os itens são destinados a um certo bhikkhu e ele os desvia para um outro bhikkhu, para um grupo específico da Sangha, ou para uma estupa ou santuário, ele comete uma ofensa dukkata, de transgressão.

Se os itens não destinados à Sangha, mas ele percebe como o sendo, ele comete uma ofensa dukkata de transgressão. Se os itens não são destinados à Sangha, mas ele não tem certeza, ele comete uma ofensa dukkata, de transgressão. Se os itens não são destinados à Sangha e ele não os percebe assim, não há ofensa.

Quando não é uma ofensa

Não há ofensa quando: o bhikkhu é questionado onde doações são necessárias e ele responde ‘ Contribua onde sua generosidade será útil na aquisição de acessórios ou na realização de reparos. Contribua onde o benefício será duradouro ou quando sua mente encontrar inspiração’. o indivíduo se encontra louco; ele é o primeiro a cometer a ofensa.


A décima regra — sobre aquilo destinado à Sangha —se encerra aqui.

O terceiro capítulo aqui se encerra.

Este é o Resumo:

Duas sobre tigelas, tônicos,
Período das chuvas, uma quinta sobre oferendas
Si mesmo, tecido, especial
Perigo, e com a Sangha.


“Veneráveis, as trinta regras nissaggiya pācittiya—que implicam a confissão com renúncia—foram recitadas. Em relação a isto, eu lhes pergunto: ‘Vocês são puros destas ofensas?’ Uma segunda vez, eu lhes pergunto: ‘Vocês são puros destas ofensas?’ Uma terceira vez, eu lhes pergunto: ‘Vocês são puros destas ofensas?’ Vocês se encontram puros destas ofensas e, portanto, ficaram em silêncio. Assim lembrarei disto.”

Aqui termina a seção sobre as regras nissaggiya pacittiya, sérias e que envolvem a suspensão.

Aqui termina o texto que começa com as regras parajika.