Saṃyutta Nikāya 12.52

Upadana Sutta

Apego

Em Savatthi. “Bhikkhus, quando alguém permanece contemplando a gratificação nas coisas passíveis de apego, o desejo aumenta. Do desejo como condição, o apego [surge]. Do apego como condição, o ser/existir. Do ser/existir como condição, o nascimento. Do nascimento como condição, então o envelhecimento e morte, tristeza, lamentação, dor, angústia e desespero surgem. Essa é a origem de toda essa massa de sofrimento.

“Como se uma grande massa de dez … vinte … trinta ou quarenta carregamentos de madeira estivesse queimando, e nessa fogueira um homem jogasse de tempos em tempos um tanto de capim seco, estrume seco de vaca e madeira seca, de tal forma que a grande fogueira, dessa forma alimentada e sustentada, queimaria por um longo, longo tempo. Da mesma maneira, quando alguém permanece contemplando a gratificação nas coisas passíveis de apego, o desejo aumenta. Do desejo como condição, o apego [surge]. Do apego como condição, o ser/existir. Do ser/existir como condição, o nascimento. Do nascimento como condição, então o envelhecimento e morte, tristeza, lamentação, dor, angústia e desespero surgem. Essa é a origem de toda essa massa de sofrimento.

“Agora, quando alguém permanece contemplando o perigo nas coisas passíveis de apego, o desejo cessa. Da cessação do desejo cessa o apego. Da cessação do apego cessa o ser/existir. Da cessação do ser/existir cessa o nascimento. Da cessação do nascimento, então o envelhecimento e morte, tristeza, lamentação, dor, angústia e desespero, tudo cessa. Essa é a cessação de toda essa massa de sofrimento.

“Como se uma grande massa de dez … vinte … trinta ou quarenta carregamentos de madeira estivesse queimando, e nessa fogueira um homem não jogasse de tempos em tempos um tanto de capim seco, estrume seco de vaca e madeira seca, de tal forma que a grande fogueira, tendo consumido o seu combustível original, sem sustentação, sem alimento, se extinguiria. Da mesma maneira, quando alguém permanece contemplando o perigo nas coisas passíveis de apego, o desejo cessa. Da cessação do desejo cessa o apego. Da cessação do apego cessa o ser/existir. Da cessação do ser/existir cessa o nascimento. Da cessação do nascimento, então o envelhecimento e morte, tristeza, lamentação, dor, angústia e desespero, tudo cessa. Essa é a cessação de toda essa massa de sofrimento.