Saṃyutta Nikāya 22.26

Assada (pathama) Sutta

Gratificação

Em Savatthi. “Bhikkhus, antes da minha iluminação, quando eu ainda era apenas um bodisatva não iluminado, me ocorreu: ‘Qual é a gratificação, qual é o perigo, qual é a escapatória no caso da forma? Qual é a gratificação, qual é o perigo, qual é a escapatória no caso da sensação … percepção … formações volitivas … consciência?

“Então, bhikkhus, me ocorreu: ‘O prazer e a alegria que surgem na dependência da forma: essa é a gratificação da forma. Essa forma é impermanente, sofrimento e sujeita à mudança: esse é o perigo na forma. A remoção e o abandono do desejo e cobiça pela forma: essa é a escapatória da forma.

“‘O prazer e a alegria que surgem na dependência da sensação … na dependência da percepção … na dependência das formações volitivas … na dependência da consciência: essa é a gratificação da consciência. Essa consciência é impermanente, sofrimento e sujeita à mudança: esse é o perigo na consciência. A remoção e o abandono do desejo e cobiça pela consciência: essa é a escapatória da consciência.’

“Enquanto, bhikkhus, não obtive o conhecimento direto de como na verdade são a gratificação, o perigo e a escapatória no caso dos cinco agregados influenciados pelo apego, eu não reivindiquei ter despertado para a insuperável perfeita iluminação neste mundo com os seus devas, maras e brahmas, esta população com seus contemplativos e brâmanes, seus príncipes e povo. Mas quando obtive o conhecimento direto de como na verdade são a gratificação, o perigo e a escapatória no caso dos cinco agregados influenciados pelo apego, então reivindiquei ter despertado para a insuperável perfeita iluminação neste mundo com … seus príncipes e povo.

“O conhecimento e visão surgiram em mim: ‘Inabalável é a libertação da minha mente; este é o meu último nascimento; agora não há mais vir a ser a nenhum estado.’”