Saṃyutta Nikāya 22.58

Sammasambuddha Sutta

Perfeitamente Iluminado

Em Savatthi. “Bhikkhus, o Tathagata, o Arahant, o Perfeitamente Iluminado, libertado através do desapego pelo desencantamento em relação à forma, através do seu desaparecimento e cessação, é chamado de Perfeitamente Iluminado. Um bhikkhu libertado através da sabedoria, libertado através do desapego pelo desencantamento em relação à forma, através do seu desaparecimento e cessação, é chamado de libertado através da sabedoria.

“O Tathagata, o Arahant, o Perfeitamente Iluminado, libertado através do desapego pelo desencantamento em relação à sensação … percepção … formações volitivas … consciência, através do seu desaparecimento e cessação, é chamado de Perfeitamente Iluminado. Um bhikkhu libertado através da sabedoria, libertado através do desapego pelo desencantamento em relação à sensação … percepção … formações volitivas … consciência, através do seu desaparecimento e cessação, é chamado de libertado através da sabedoria.

“Então, bhikkhus, qual é a distinção, qual é a disparidade, qual é a diferença entre o Tathagata, o Arahant, o Perfeitamente Iluminado, e um bhikkhu libertado através da sabedoria?”

“Venerável senhor, os nossos ensinamentos têm o Abençoado como origem, como guia e como refúgio. Seria bom se o Abençoado pudesse explicar o significado dessas palavras. Tendo ouvido do Abençoado, os bhikkhus o recordarão.”

“Então, ouçam e prestem muita atenção àquilo que eu vou dizer.”—“Sim, venerável senhor,” os bhikkhus responderam. O Abençoado disse o seguinte:

“O Tathagata, bhikkhus, o Arahant, o Perfeitamente Iluminado, é aquele que fez surgir o caminho que não havia surgido, aquele que produziu o caminho que não estava produzido, aquele que declarou o caminho que não estava declarado; ele conhece o caminho, ele encontrou o caminho, ele tem habilidade no caminho. Os seus discípulos agora seguem esse caminho e eles se tornarão possuidores dessas qualidades no futuro.

“Essa, bhikkhus, é a distinção, é a disparidade, é a diferença entre o Tathagata, o Arahant, o Perfeitamente Iluminado, e um bhikkhu libertado através da sabedoria.”