Saṃyutta Nikāya 4.14

Patirupa Sutta

Apropriado

Certa ocasião, o Abençoado estava entre os Kosalas no vilarejo brâmane de Ekasala. Agora, naquela ocasião, o Abençoado estava ensinando o Dhamma circundado por uma grande assembléia de leigos.

Então, ocorreu a Mara, o Senhor do Mal: “Esse contemplativo Gotama está ensinando o Dhamma circundado por uma grande assembléia de leigos. Vou me aproximar do contemplativo Gotama para confundí-lo.”

Então Mara, o Senhor do Mal, foi até o Abençoado e se dirigiu a ele em versos:

“Não é apropriado,
que você ensine os outros.
Quando assim tão ocupado, não vá se deixar aprisionar
pela atração e repulsão.”

O Abençoado:

“Compassivo pelo bem estar dos outros,
o Buda ensina.
O Tathagata está completamente livre
da atração e repulsão.”

Então, Mara, o Senhor do Mal, compreendendo que, “O Abençoado sabe quem sou, O Iluminado sabe quem sou” triste e desapontado, desapareceu no mesmo instante.