Saṃyutta Nikāya 55.39

Kaligodha Sutta

Kaligodha

Em certa ocasião, o Abençoado estava entre os Sakyas em Kapilavatthu, no Parque de Nigrodha. Então ao amanhecer o Abençoado se vestiu e tomando a tigela e o manto externo foi até a residência da senhora Sakya Kaligodha sentando num assento que havia sido preparado. Então, a senhora Sakya Kaligodha foi até o Abençoado e depois de cumprimentá-lo sentou a um lado e o Abençoado então lhe disse:

“Godha, uma nobre discípula que possui quatro coisas entrou na correnteza, não mais destinada aos mundos inferiores, com o destino fixo, ela tem a iluminação como destino. Quais quatro?

“Aqui, Godha, uma nobre discípula possui perfeita claridade, serenidade e confiança no Buda assim: ‘O Abençoado é um arahant, perfeitamente iluminado, consumado no verdadeiro conhecimento e conduta, bem-aventurado, conhecedor dos mundos, um líder insuperável de pessoas preparadas para serem treinadas, mestre de devas e humanos, desperto, sublime.’

“Ela possui perfeita claridade, serenidade e confiança no Dhamma assim: ‘O Dhamma é bem proclamado pelo Abençoado, visível no aqui e agora, com efeito imediato, que convida ao exame, que conduz para adiante, para ser experimentado pelos sábios por eles mesmos.’

“Ela possui perfeita claridade, serenidade e confiança na Sangha assim: ‘A Sangha dos discípulos do Abençoado pratica o bom caminho, pratica o caminho reto, pratica o caminho verdadeiro, pratica o caminho adequado, isto é, os quatro pares de pessoas, os oito tipos de indivíduos; esta Sangha dos discípulos do Abençoado é merecedora de dádivas, merecedora de hospitalidade, merecedora de oferendas, merecedora de saudações com reverência, um campo inigualável de mérito para o mundo.’

“Ela permanece em casa com uma mente desprovida da mácula da avareza, espontaneamente generosa, mão aberta, que se delicia com a renúncia, devotada à caridade, deliciando-se em dar e compartir.

“Uma nobre discípula, Godha, que possui essas quatro coisas entrou na correnteza, não mais destinada aos mundos inferiores, com o destino fixo, ela tem a iluminação como destino.”

“Venerável senhor, quanto a esses quatro fatores daquele que entrou na correnteza, que foram ensinados pelo Abençoado, essas coisas existem em mim e eu vivo em conformidade com essas coisas. Pois, venerável senhor, eu tenho convicção comprovada no Buda … no Dhamma … na Sangha. Além disso, qualquer coisa que minha família tenha, que seja adequado para dar, tudo isso eu comparto sem reservas entre aqueles que são virtuosos e de bom caráter.”

“É um ganho para você, Godha! Muito bem ganho por você, Godha! Você declarou o fruto daquele que entra na correnteza.”