Udāna 2.4

Sakkara

Homenagem

Assim ouvi. Certa ocasião, o Abençoado estava em Savatthi, no Bosque de Jeta, no Parque de Anathapindika. Agora, naquela ocasião, o Abençoado era respeitado, reverenciado, honrado, venerado, e homenageado, e era um dos que obtinham mantos, comida esmolada, moradias, e medicamentos. A Sangha dos bhikkhus também era respeitada, reverenciada, honrada, venerada, e homenageada, e também obtinham mantos, comida esmolada, moradias, e medicamentos. Mas os errantes de outras seitas não eram respeitados, reverenciados, honrados, venerados, e homenageados, e também não obtinham mantos, comida esmolada, moradias, e medicamentos. Então, os errantes de outras seitas, incapazes de suportar o respeito demonstrado ao Abençoado e à Sangha dos bhikkhus, ao verem os bhikkhus na floresta ou no vilarejo eles os insultavam, ofendiam, provocavam, e irritavam com insultos e palavras grosseiras.

Então um número de bhikkhus foram até o Abençoado e depois de cumprimentá-lo sentaram a um lado e disseram: “Agora, venerável senhor, o Abençoado é respeitado … A Sangha dos bhikkhus também é respeitada … Mas os errantes de outras seitas não são respeitados … E agora, venerável senhor, os errantes de outras seitas, incapazes de suportar o respeito demonstrado ao Abençoado e à Sangha dos bhikkhus, ao verem os bhikkhus na floresta ou no vilarejo eles os insultam, ofendem, provocam, e irritam com insultos e palavras grosseiras.”

Então, dando-se conta do significado disso, o Abençoado nessa ocasião exclamou:

Quando afetados pelo prazer ou pela dor no vilarejo ou na floresta,
não tomem isso como seu ou de outros.
Os contatos afetam os dependentes do apego.
Como podem os contatos afetar quem não tem apego?