Udāna 4.10

Sariputta

Sariputta

Assim ouvi. Certa ocasião, o Abençoado estava em Savatthi, no Bosque de Jeta, no Parque de Anathapindika. Agora, naquela ocasião, o venerável Sariputta estava sentado com as pernas cruzadas, não muito distante do Abençoado, com o corpo ereto, revisando o seu estado de paz.

O Abençoado viu o venerável Sariputta sentado com as pernas cruzadas, não muito distante, com o corpo ereto, revisando o seu estado de paz.

Então, dando-se conta do significado disso, o Abençoado nessa ocasião exclamou:

Para um bhikkhu com a mente calma e pacífica,
que rompeu a amarra (do desejo por ser/existir),
a perambulação por novos nascimentos teve um fim:
ele está liberto dos grilhões de Mara.