Udāna 6.8

Ganika

Cortesã

Em certa ocasião, o Abençoado estava em Rajagaha, no Bambual, no Santuário dos Esquilos.

Naquela ocasião havia duas facções enamoradas e apaixonadas por uma certa cortesã. Eles estavam envolvidos em brigas, rixas, e disputas, atacando uns aos outros com os punhos, com torrões, com paus, e com facas, causando a si próprios a morte ou sofrimento igual à morte.

Então, ao amanhecer, um número de bhuikkhus se vestiram e tomando a tigela e o manto externo, foram para Rajagaha para esmolar alimentos. Depois de haver esmolado alimentos e haver retornado, após a refeição, eles foram até o Abençoado e depois de cumprimentá-lo sentaram a um lado e disseram: “Venerável senhor, no momento há duas facções … morte ou sofrimento igual à morte.”

Então, dando-se conta do significado disso, o Abençoado nessa ocasião exclamou:

O que foi realizado, o que falta ser realizado, ambos estão contaminados no caso daquele que treina em conformidade com a aflição.

Aqueles que consideram como essência o treinamento, ou os preceitos, ou o modo de vida, ou o celibato, ou o servir—esse é um extremo.

Qualquer um que diga, ‘Não há perigo nos desejos pelos prazeres dos sentidos’: esse é o outro extremo.

Ambos extremos incham os cemitérios, e os cemitérios fazem crescer o entendimento incorreto. Sem o conhecimento direto desses dois extremos alguns aderem e outros se excedem.

Mas aqueles com o conhecimento direto, sem estar naquilo, sem conceber com base naquilo. Não existe ciclo no qual eles se manifestam.